20 de abril de 2006

É tão pequenino o que posso mostrar de ti. Não te posso dizer nem cantar. A nossa relação mente-se. Inventa-se. Disfarça-se. E escondo-te aqui dentro porque és demais preciosa e minha. E és uma dor estranha, uma espécie de vergonha, és parte de mim e bocados que odeio.
Poesia.

1 comentário:

Dra.Daniela Mann disse...

Simplesmente fabuloso!
Gostaria de ter o seu link, mas no meu blog são as visitas que se linkam! Por isso e se for da sua vontade, vá até lá e clique no logotipo do "Páginas Amar-ela", o dos morangos para fazer o registo e adicionar o seu blog!
Um abraço amigo e bom feriado