17 de março de 2011

vai chamar-se Leonor

Há oito anos, quando este blog começou escrevia sobre o que era actual na minha vida.
E hoje, é o que faço.
Dei por mim num novo mundo em que se fala a medo sobre o que vai acontecer.
Não vou tornar-me numa daquelas mães que não consegue seguir uma linha de raciocínio com amigas que não são mães e não têm filhos e ainda há namorados e casos e problemas. Não vou ser uma mãe que não sai à rua e não deixa os filhos em casa dos pais ou dos sogros e recusa jantares atrás de jantares e se perde da actualidade do mundo e o mundo passa a ser o que se passa na actualidade da sua casa.
Vou continuar magra e gira e interessante e as minhas conversas vão cativar os meus amigos. Vou ter tempo para cinema, sushi às sextas-feiras, passeios grandes com o cão, para visitar os pais, os tios, os primos, os amigos, para dormir até tarde, comprar o pequeno almoço ao marido e fazer sumo de laranja natural. Vou estar com boa cara, atenta aos problemas que me rodeiam, combinar lanches cá em casa, e ceias e jantares para dez. Vou viajar à mesma, vou fazer férias grandes, vou passar fins-de-semana fora. Vou continuar a comprar-me roupa e maquilhagem, e mimos.
Vou estar disponível, engraçada, interessante, culta, posta por ordem, sexy.
Sei lá o que vou ser, como vai ser.
Sei que amo o meu marido, que não vivo sem os meus amigos, que a família é tudo. Sei que vai chamar-se Leonor.
O resto, logo se vê.

1 comentário:

羅斯 disse...

concordo a 200% e por isso nao paro mas é sem duvida um desafio...

espero que consigas, espero eu tb continuar a conseguir..

parece-me que descomplicar é o lema...