20 de dezembro de 2006

no fundo das coisas

- Quero fazer-te feliz.
E estas palavras couberam tão bem naquele espaço e naquele instante. Não havia nenhum gesto capaz de ser mais alto e mais forte, nem nenhum toque, nem um olhar, nem outra vontade seria grande como aquela.
No fundo das coisas, estiveram aquelas palavras que aos gritos apareceram de um nada que esteve sempre por lá.
Obrigada. Sem pensar no tempo, na dimensão e na grandeza de todas os factos e realidades naquele momento distantes.

2 comentários:

Anónimo disse...

UM SANTO NATAL E QUE 2007 SEJA DE FACTO UM "ANO ÍMPAR"... :-)

MAM disse...

há muito tempo que aqui não vinha...ossos do ofício e não só. fiquei contente de a (re)ver.
bom ano
armandina