7 de junho de 2010

hoje sentei-me ao lado de um cego.
nunca me senti tão invisível.
nunca tive tanta noção de mim.

1 comentário:

alice disse...

também escrevi sobre cegos... no meu caso, sobre cegas... gostei das vossas palavras.